19 de fevereiro de 2011

AGRADEÇO A DEUS

           Todos nós chegamos sempre ao dia do ano em que somos tomados por um sentimento de gratidão, alegria e esperança: o dia do nosso aniversário.
A vida é dom! Dom de amor do Criador. O que tenho feito com esse dom? Dele Deus pedirá contas um dia.
Por isso hoje, elevo ao Pai do céu uma prece de gratidão. É bom ser de Deus! É bom estar em Deus! Que assim permaneçamos sempre!
O Criador todos os dias renova a natureza para que o nosso dia seja especial e único. Por isso cada momento é único e nunca voltará.
Agradeço Senhor a cada momento de vida que me tens concedido.
Agradeço pela família em que nasci. Pelos pais que me criaram com muita esperança que eu me tornasse uma pessoa de bem e de sucesso. Agradeço pelos irmãos que conviveram e me ajudaram a entender a vida.
Agradeço aos amigos que me acompanham ao longo destes anos. De perto ou de longe, presentes ou ausentes, todos eles são um grande presente na minha vida.
O que seria de mim sem meus amigos?
Deus fez muitas maravilhas na minha vida através dos amigos que me deu. Quantas lágrimas enxugadas! Quantos sonhos partilhados! Quantas brincadeiras e gargalhadas! Quantos medos superados! Quantos conselhos recebidos! Quantos momentos de alegria! Quantos momentos de provação! Quanta maravilha! Sou eternamente grato ao bom Deus por todos os amigos, cada um em especial! É um tesouro, uma preciosidade, sem os quais não saberia viver e a vida não teria o mesmo sentido.
Agradeço, Senhor, pelos nove anos de seminário e quatro anos de Vida Religiosa. Agradeço pelo carisma de São João Calábria, sempre atual e desafiador. Agradeço pelos lugares por onde já passei, pelas pessoas que conheci.
Meu Senhor e meu Deus! Neste dia tão especial que me concedes, aceite minha gratidão, meu louvor, meu coração, minha pequenez, meu desejo de crescer na santidade, de estar sempre mais perto de Ti. Tudo o que tenho é Teu, pois assim me concedestes.
Senhor Deus! Muito obrigado!
Não permita que eu esqueça que sou Teu filho e como tal devo viver!
Com um coração agradecido,

Hermes José Novakoski