20 de junho de 2011

O MESTRE DOS MESTRES, de Augusto Cury


Que o "MESTRE DOS MESTRES" lhe ensine que nas falhas e lágrimas se esculpe a sabedoria. 
Que o "MESTRE DA SENSIBILIDADE" lhe ensine a contemplar as coisas simples e a navegar nas águas da emoção. 
Que o"MESTRE DA VIDA" lhe ensine a não ter medo de viver e a superar os momentos mais difíceis da sua história. 
Que o "MESTRE DO AMOR" lhe ensine que a vida é o maior espetáculo no teatro da existência. 
Que o "MESTRE INESQUECÍVEL" lhe ensine que os fracos julgam e desistem, enquanto os fortes compreendem e têm esperança. 
Não somos perfeitos. Decepções, frustrações e perdas sempre acontecerão, mas Deus é o artesão do espírito e da alma humana. Não tenha medo! Depois da mais longa noite surgirá o mais belo amanhecer. Espere-o! 
Todos nós passamos por determinadas angústias e ansiedades, pois algumas mazelas da vida são imprevisíveis e inevitáveis. 
Na escola da existência aprende-se que se adquire experiência não só com os acertos e as conquistas, mas, com as derrotas, as perdas e o caos emocional e social. 
Foi nessa escola tão sinuosa que Jesus se tornou o "MESTRE DOS MESTRES".