13 de outubro de 2011

“Eu sou o Senhor, não há outro” (Is 4,6) - 29º domingo do Tempo Comum

Vivemos numa sociedade onde buscam-se diversos deuses. Cada um quer satisfazer as próprias necessidades e então, buscam os deuses de acordo com o que precisam. 

No Antigo Testamento, falando pela boca do profeta Isaías, é o próprio Senhor Deus que afirma: “Eu sou o Senhor, não existe outro: fora de mim não há deuses” (Is 4,5). Por que será que insistimos em buscar outros deuses ou duvidas da existência de Deus?

Seguir os Mandamentos que Deus prescreve ao povo do Antigo Testamento, como Lei e que ainda hoje são válidos, não é fácil. Exige a renúncia de muitas coisas que momentaneamente podem nos satisfazer e nos trazer prazer. Preocupado com o nosso bem estar, Deus nos deu sua Lei porque quer nossa verdadeira felicidade e não a felicidade momentâneo, como estamos acostumados a buscar.

Dar a Deus o que é de Deus e a César o que é de César é colocar cada coisa no seu devido lugar. César que representa o poder, o dinheiro, o rei, recebe os impostos. Deus não se contenta e não se preocupa com as leis que criamos e com o dinheiro que tanto lutamos em guardar. Ele quer de nós algo muito mais precioso: o nosso coração.



Que a celebração deste 29º Domingo do Tempo Comum nos ajude a buscar o Senhor, pois Ele é o nosso único Deus e dar a Ele o nosso coração, toda a nossa vida. 

Deus nos abençoe!

Pe. Hermes José Novakoski

LITURGIA DO 29º DOMINGO DO TEMPO COMUM
I Leitura: Isaias 45,1.4-6
Salmo 95(96)
II Leitura: Tessalonicenses 1,1-5
Evangelho: Mateus 22,15-21.