8 de novembro de 2011

Trânsito mata mais de 40 mil no Brasil em 2010

Vejam que notícia triste. É uma guerra. Até quando?


Trânsito é responsável por mais de 40 mil mortes no Brasil em 2010 

Ministério da Saúde alerta para a epidemia de óbitos causadas por acidentes


Uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira pelo Ministério da Saúde aponta que 40.610 pessoas morreram em acidentes de trânsito em 2010. Segundo dados do ano passado do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), 25% das vítimas fatais de acidentes morreram por ocorrências com motocicletas.

Segundo o estudo, de 2002 a 2010, a quantidade de óbitos ocasionados por acidentes com motos quase triplicou no país, saltando de 3.744 para 10.143 mortes.

— Os números revelam que o país vive uma verdadeira epidemia de lesões e mortes no trânsito — alerta o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Ele observa que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o Brasil ocupa o quinto lugar em ocorrências como essas, ficando atrás de países como Índia, China, EUA e Rússia.

De acordo com o SIM, entre 2002 e 2010, o número total de óbitos por acidentes com transporte terrestre cresceu 24%: passou de 32.753 para 40.610 mortes. A região Sul tem o segundo menor percentual de aumento de mortes, com 17%.


Mortes por acidentes de moto

Os índices de crescimento no número de mortes em consequência de acidentes com motocicletas são ainda mais alarmantes. Em nove anos, mortes ocasionadas por ocorrências com motos cresceram 144% na região Sul.

Álcool x direção

O ministro defendeu medidas que aumentem a fiscalização sobre a Lei Seca, a direção alcoolizada, a segurança no trânsito e o uso de capacete e colete refletor por motociclistas. Padilha também celebrou a decisão do STF de criminalizar o ato de dirigir embriagado, anunciada ontem.

Segundo o ministro, a meta é estabilizar e reduzir o número de mortes e lesões em acidentes de transporte terrestre nos próximos dez anos.