14 de maio de 2013

Tragédia nas estradas

Diariamente aumenta o número de vítimas no trânsito brasileiro. Triste realidade do nosso país. A preocupação primeira do governo e das empresas é vender carros e cada vez com maior capacidade de velocidade. Tudo isso têm uma única consequência: mortes e mais mortes.

Entristecem-me notícias como está do jornal Zero Hora. Um final de semana em que celebrar o dia das mães não foi feliz para muitas famílias. Até quando? Será que não vamos aprender que velocidade e bebida não são combinações que servem para o trânsito.

****************

Com 35 mortes, fim de semana do Dia das Mães é o mais violento do ano nas estradas gaúchas

Nem mesmo em feriados como o de Carnaval e o de Páscoa foram registradas tantas mortes no trânsito gaúcho como no fim de semana de Dia das Mães, o mais violento de 2013. Entre as 12h de sexta-feira e o mesmo horário desta segunda (14/05), são 35 óbitos em ruas e estradas do Rio Grande do Sul, conforme contagem de Zero Hora, Rádio Gaúcha e Agência RBS.

O número é quase quatro vezes maior se comparado ao período do ano passado, quando houve nove mortes. Antes disso, dois fins de semana comuns de abril haviam registrado 19 mortes.

O número impacta ainda mais por ter somado apenas três dias, ao contrário de feriados, que incluem de quatro a cinco dias. No período do Carnaval deste ano, foram 33 mortes; na Páscoa, 18.

A cifra trágica pode ainda aumentar, pois as polícias rodoviárias continuam apurando possíveis casos até o final da manhã desta segunda-feira.