22 de dezembro de 2016

EU VOS ANUNCIO UMA GRANDE ALEGRIA

Queridos irmãos e irmãs. Chegamos ao grande dia: Natal! Hoje fazemos memória de um grande acontecimento da história da Salvação aguardado, desejado, anunciado por séculos. Deus se fez um de nós no meio de nós. Isso é motivo para muita alegria e celebração.

As palavras do anjo nos servem de estímulo e nos colocam nesta sintonia da solenidade de hoje: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é Cristo Senhor!” (Lucas 2,11). Não é o nascimento de mais uma pessoa, mas o nascimento do Filho de Deus, enviado para nossa Salvação.

Jesus não nasceu em um palácio rodeado de servos e escravos. Ele nasceu simples entre os pequeninos. Os primeiros a receberem a notícia do seu nascimento, deste grandiosíssimo acontecimento, não foram os reis em seus palácios, mas os pastores. Aqueles que exerciam uma função simples de cuidar. Cristo é o bom Pastor que cuidará das ovelhas e as levará ao eterno prado. Ele se identidica com os pastores. Eles recebem a Boa Nova e a comunicam aos demais.

A leiturura do Profeta Isaías (9,1-6) também nos faz o convite a acolhermos e contemplarmos uma grande luz. Não é uma luz qualquer. Não será uma luz que poderá ser apagada. Ele é a LUZ, a sua fonte. “O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu”!

Deixemos que esta luz que é Jesus Cristo, ilumine nossos pensamentos, sentimentos, atitudes para sermos mais fraternos e irmãos. Que esta luz possa penetrar no mais profundo das trevas do nosso pecado e nos renovar interiormente. Que ela aqueça os corações frios e dê ânimo aos que andam tristes e abatidos. Deixemo-nos contagiar pela alegria do Natal. Uma alegria verdadeira que vem do alto e não uma alegria passageira oferecida pelas coisas materiais.

O Evangelho da missa do dia do Natal (João 1,1-18) também fala da luz que João Batista veio dar testemunho, da luz verdadeira. Assim como João apontou para esta LUZ, a nossa vida também deve levar as pessoas a contemplarem-na. O mundo, as famílias, os corações só poderão ser transformados verdadeiramente quando foram tocados por esta luz divina. As situações de morte serão superadas quando Cristo se tornar o horizonte da vida de todos os seus filhos e filhas.

Deus enviou a luz com o desejo de que todos nós fôssemos por ela iluminados e nos deixássemos guiar por ela. Quem foge da luz pratica obras más. A ausência de luz é sinal de morte, tristeza. Onde brilha a luz que é Cristo, não há temor, tristeza, dor.

Deus falou de muitos modos ao longo dos séculos. Neste tempo Ele nos fala através do seu Filho, nos lembra o autor da carta aos Hebreus (1,1-6). Não fala mais através de profetas, mas o seu Filho, Palavra do Pai, vem pessoalmente nos falar, nos ensinar como devem viver os filhos de Deus.

Desejo a todos vocês que este Natal seja de muita paz, alegria, bênção. Vamos acolher em nosso coração o próprio Jesus Cristo para que Ele transforme verdadeiramente a nossa vida, as nossas famílias, todas as nossas limitações e dificuldades. Jesus é nossa Luz! Jesus é nosso Salvador! Ele é a Palavra do Pai! Ele é o nosso Deus. Feliz Natal!

Pe. Hermes José Novakoski
Pobre Servo da Divina Providência.