12 de maio de 2017

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA

Estimados irmãos e irmãs. A paz de Cristo esteja em todos os nossos corações.

Na vida vamos aprendendo a fazer escolhas, descobrir caminhos a serem trilhados. Vamos buscando a verdade ou a compreensão das coisas a partir do conhecimento que vamos adquirindo na escola e com a vida. Aprendemos a perguntar o “por quê” das coisas existirem e serem do jeito que são e para que servem. Somos curiosos naturalmente. Essa curiosidade nos abre para o mundo, especialmente para o mundo do conhecimento.

Damo-nos conta que nem sempre sabemos escolher o caminho correto. Quantas e quantas vezes fazemos escolhas erradas e elas trazem consequências negativas para a nossa vida. Para quem tem fé, Jesus se apresenta como esse caminho. Único caminho que leva para uma direção certa. Único caminho através do qual encontraremos felicidade segura e verdadeira. Vamos descobrindo esse caminho pela fé.

No peregrinar da nossa existência procuramos sempre a verdade. Deus colocou em nós a sede pela verdade. Porém, existe só uma verdade: Deus. Todas as ciências, teorias, descobertas são limitadas porque o homem que as construiu é limitado. Todas elas são passiveis de erros e precisam ser aperfeiçoadas. Muitas coisas continuam sendo descobertas e elas fazem o ser humano avançar no caminho do conhecimento. Porém, as coisas, criadas pelo homem, não podem conter a verdade maior, pois ela está com o autor de tudo, Deus.

No Evangelho deste Domingo (Jo 14,1-12) Jesus se apresenta como “o Caminho, a Verdade e a Vida!” Longe de Deus caminhamos inseguros. Sem a sua Palavra, caminhamos errantes e sem a sua graça estamos longe da vida.

Muitos tentam viver longe de Deus e dizem que não precisam da Igreja para estar perto de Deus ou que não precisam de Deus para viver neste mundo. Pobres ignorantes. Esquecem que a vida é dom de Deus e ela está voltando para Ele. Sem os ensinamentos da Igreja erramos o caminho. É como se um filho quisesse viver sem os conselhos dos seus pais. Jesus deixou a Igreja a autoridade de ensinar, interpretar e orientar seus filhos. A busca pela verdade e pela vida não pode ser de qualquer jeito e em qualquer lugar, pois nem todos tem a autoridade dada por Jesus para fazer isso.

Fica o convite de São Pedro (segunda leitura 1Pd 2,4-9) para cada um de nós: “Aproximai-vos do Senhor, pedra viva!” Só no Senhor teremos segurança no caminhar da nossa fé; n’Ele encontramos a verdade que nossa alma busca e a vida eterna que desejamos. Deixemo-nos iluminar e guiar pela graça de Deus.

Bom Domingo e uma semana de bênçãos e paz.

Pe. Hermes José Novakoski
Pobre Servo da Divina Providência.