2 de junho de 2017

RECEBEI O ESPÍRITO SANTO

Caríssimos irmãos e irmãs. Passados os cinquenta dias da Páscoa, chegamos a Solenidade de Pentecostes. Dia de festa, alegria, ação de graças e celebração pois sabemos que não estamos sozinhos. Cristo volta ao céu depois de cumprir com sua missão entre nós, mas não nos deixa só. Ele prometeu e enviou o Espírito Santo que lembrará de todas as coisas para podermos viver melhor a nossa fé. Continua a enviar ainda hoje, pois a ação de Deus não é estanque.

Um primeiro aspecto que precisamos trazer a reflexão é o elemento que aparece na Leitura dos Atos dos Apóstolos (2,1-11). Lucas inicia dizendo que os “discípulos estavam todos reunidos”. Recebemos o Espírito Santo na comunidade em que estamos inseridos. É lá que nós somos consagrados, ungidos para o Senhor e pelo próprio Senhor. Basta lembrar do nosso Batismo e do Sacramento do Crisma. É na participação da comunidade que nós continuamos recebendo o Espírito que dá ânimo e vida.

Segundo aspecto que merece ser ressaltado é que o Espírito Santo faz novas todas as coisas. Ele fez os discípulos tornarem-se evangelizadores incapazes de serem barrados. Eles foram destemidos. Anunciavam a Boa Nova com criatividade e força nunca antes vistas. Com isso o cristianismo foi se espalhando a muitos lugares.

Ainda hoje a força que continua animando a Igreja é a força do Paráclito. A Igreja de Jesus Cristo é amparada, fortalecida, engrandecida e santificada pelo Espírito Santo. Com a sua força muitos ainda hoje continuam e continuarão a testemunhar a fé sem medo. Isso faz com que até os que são chamados ao martírio, não tenham temor de enfrentar o suplício.

O Espírito Santo faz com que os corações tocados pela Palavra de Deus sejam transformados, transfigurados, convertidos. Todos nós somos instrumentos nas mãos de Deus, mas é Ele, através do Espírito Santo que faz com que os corações se convertam. Também é o Espírito que inspira a todos os dons que temos e que devem ser usados para o bem comum. Em sua carta a comunidade de Corinto (segunda leitura 1Cor 12,3b-7.12-13) São Paulo deixa isso bem claro. “Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas as coisas em todos”. De nossa parte cabe zelar por esta unidade e colocar os nossos dons para que a Boa Nova chegue a mais pessoas. Com isso, precisamos também nos lembrar que não é mérito nosso as obras realizadas. Precisamos louvar e bendizer a Deus porque as realiza através de nós.

Terceiro aspecto é que a Igreja continua repetindo o gesto de Jesus Cristo no Evangelho (Jo 20,19-23): “Recebei o Espírito Santo!” No sacramento do Crisma o bispo repete as palavras de Jesus: "Recebe por este sinal, o Espírito Santo, dom de Deus". Grande a nossa alegria em poder receber, assim como os Apóstolos, o mesmo Espírito. Precisamos tomar posse desta graça e deixar que ela continue produzindo muitos frutos em nossa vida. Frutos primeiramente para nossa santificação, pois só podemos transformar o mundo, santificar o mundo, se nós formos santos.

Neste Domingo da Solenidade de Pentecostes, você é convidado a celebrar com alegria a unção recebido do Espírito Santo no batismo e confirmada no Crisma. Lembra o dia em que você recebeu este Sacramento? Caso não, é hora de buscar saber e agradecer a Deus porque também fostes ungido, consagrado para uma missão especial: ser, neste mundo, sinal da presença do ressuscitado.

Vamos com alegria celebrar a santa missa desta solenidade. Através do Espírito Santo, podemos chegar mais perto do Pai e nele melhor louvar e servir.

Abençoado Domingo e que o Espírito Santo conduza sempre a nossa vida.

Pe. Hermes José Novakoski
Pobre Servo da Divina Providência.