7 de agosto de 2020

Você, meu amigo!



Construímos ideais,
Buscamos verdades,
Cultivamos a fé,
Saboreamos vitórias,
Choramos derrotas,
Festejamos alegrias,
Duvidamos incertezas,
Colhemos o que plantamos,
Vivemos o que somos,
Aceitamos o que não temos,
Sorrimos pelas conquistas,
Buscamos o mesmo Deus,
Temos o sangue da mesma cor,
Vivemos guiados por um único amor.

O que nos torna amigos
Ultrapassa o que pensamos,
O que sentimos,
O que buscamos.
Pois a amizade se enlaça naquilo que somos...
Se não te procurei
Foi porque eu sabia que tu não virias antes e nem depois,
Mas na hora certa.

Passos dados,
Sonhos construídos,
Caminhos andados,
Braços unidos,
Assim vamos.
Assim vão os verdadeiros amigos.

Padre Hermes José Novakoski, PSDP

21 de julho de 2020

A corrida da vida


A corrida da vida | Bráulio Bessa

Na corrida dessa vida é preciso entender que você vai rastejar, que vai cair, vai sofrer e a vida vai lhe ensinar 
que se aprende a caminhar 
e só depois a correr.


A vida é uma corrida que não se corre sozinho. E vencer não é chegar, é aproveitar o caminho 
sentindo o cheiro das flores 
e aprendendo com as dores 
causadas por cada espinho. 

Aprenda com cada dor, 
com cada decepção,
com cada vez que alguém 
lhe partir o coração. 
O futuro é obscuro e às vezes é no escuro 
que se enxerga a direção.

Aprenda quando chorar e quando sentir saudade, 
aprenda até quando alguém 
lhe faltar com a verdade. 
Aprender é um grande dom. 
Aprenda que até o bom vai aprender com a maldade. 

Aprender a desviar das pedras da ingratidão, 
dos buracos da inveja, das curvas da solidão, 
expandindo o pensamento 
fazendo do sofrimento a sua maior lição.

Sem parar de aprender, 
aproveite cada flor, 
cada cheiro no cangote, 
cada gesto de amor, 
cada música dançada 
e também cada risada, 
silenciando o rancor. 

Experimente o mundo, 
prove de todo sabor, sinta o mar, o céu e a terra, 
sinta o frio e o calor, 
sinta sua caminhada e dê sempre uma parada 
pelo caminho que for. 

Pare, não tenha pressa, 
não carece acelerar, a vida já é tão curta, é preciso aproveitar essa estranha corrida 
que a chegada é a partida 
e ninguém pode evitar! 

Por isso é que o caminho 
tem que ser aproveitado, 
deixando pela estrada algo bom pra ser lembrado, 
vivendo uma vida plena,
fazendo valer a pena 
cada passo que foi dado. 

Aí sim, lá na chegada, 
onde o m é evidente, é que a gente percebe 
que foi tudo de repente, 
e aprende na despedida 
que o sentido da vida 
é sempre seguir em frente. 

-Bráulio Bessa

16 de julho de 2020

12 chaves para usar o escapulário de Nossa Senhora do Carmo

Nossa Senhora do Carmo
Nossa Senhora do Carmo
“A devoção do Escapulário do Carmo fez descer sobre o mundo copiosa chuva de graças espirituais e temporais”, disse o Papa Pio XII. Conheça aqui 12 chaves para quem usa este objeto religioso.

1. Não é um amuleto

Não é um amuleto nem nenhuma garantia automática de salvação ou uma dispensa para não viver as exigências da vida cristã. “Perguntas: e se eu quiser morrer com meus pecados? Eu te respondo, então morrerá em pecado, mas não morrerá com teu escapulário”, advertia São Cláudio de la Colombière.

2. Era uma veste

Escapulário vem do latim “scapulae” que significa “ombros” e originalmente era uma veste sobreposta que caia dos ombros, usada pelos monges no trabalho. Os carmelitas o assumiram como mostra de dedicação especial à Virgem, buscando imitar sua entrega a Cristo e ao próximo.

3. É um presente da Virgem

Segundo a tradição, o escapulário, tal como se conhece atualmente, foi dado pela própria Virgem Maria a São Simão Stock em 16 de julho de 1251. A Mãe de Deus lhe disse: “Deve ser um sinal e privilégio para ti e para todos os Carmelitas: Aquele que morrer usando o escapulário não sofrerá o fogo eterno”. Posteriormente, a Igreja estendeu este escapulário aos leigos.

4. É um mini hábito

É como um hábito carmelita em miniatura que todos os devotos podem portar como mostra de sua consagração à Virgem. Consiste em um cordão que se coloca no pescoço com duas peças pequenas de tecido cor de café. Uma das peças fica sobre o peito e a outra sobre as costas e se costuma usar sob a roupa.

5. É sinal de serviço

Santo Afonso Maria de Ligório, doutor da Igreja, dizia: “Assim como os homens ficam orgulhosos quando outros usam a sua insígnia, assim a Santíssima Virgem se alegra quando os seus filhos usam o escapulário como sinal de que se dedicam ao seu serviço e são membros da família da Mãe de Deus”.

6. Tem três significados

O amor e o amparo maternal de Maria, a pertença a Nossa Senhora e o suave jugo de Cristo que Ela nos ajuda a levar.

7. É um sacramental

É reconhecido pela Igreja como um sacramental, ou seja, um sinal que ajuda a viver santamente e a aumentar nossa devoção. O escapulário não comunica graças como fazem os Sacramentos, mas sim dispõe ao amor do Senhor e ao arrependimento se recebido com devoção.

8. Pode ser dado a um não católico

Certo dia, levaram a São Stock um ancião moribundo, que ao recuperar a consciência disse ao santo que não era católico, que usava o escapulário como promessa a seus amigos e que rezava uma Ave Maria diariamente. Antes de morrer, recebeu o batismo e a unção dos enfermos.

9. Foi visto em uma aparição de Fátima

Lúcia, a vidente de Nossa Senhora de Fátima, contou que na última aparição (outubro de 1917), Maria apareceu com o hábito carmelita e o escapulário na mão e voltou a pedir que seus verdadeiros filhos o levassem com reverência. Deste modo, pediu que aqueles que se consagrem a Ela o usem como sinal desta consagração.

10. O escapulário que não se danificou

O Beato Papa Gregório X foi enterrado com seu escapulário e 600 anos depois, quando abriram sua tumba, o objeto mariano estava intacto. Algo semelhante aconteceu com Santo Afonso Maria de Ligório. São João Bosco e São João Paulo II também o usavam e São Pedro Claver investia com o escapulário os que convertia e preparava.

11. Não é qualquer um que o pode impor

A imposição do escapulário deve ser feita preferivelmente em comunidade e que na celebração fique bem expresso o sentido espiritual e de compromisso com a Virgem. O primeiro escapulário deve ser abençoado por um sacerdote e posto sobre o devoto com a seguinte oração.

“Recebe este santo Escapulário como sinal da Santíssima Virgem Maria, Rainha do Carmelo, para que, com seus méritos, o uses sempre com dignidade, seja tua defesa em todas as adversidades e te conduza à vida eterna”.

12. Só se abençoa o primeiro que recebe

Quando se abençoa o primeiro escapulário, o devoto não precisa pedir a bênção para escapulários posteriores. Os já gastos, se foram abençoados, não devem ser jogados no lixo, mas podem ser queimados ou enterrados como sinal de respeito.


FONTE: ACI Digital

14 de julho de 2020

Liturgia: introdução...

Traremos uma série de artigos sobre Liturgia. Celebramos bem a fé quando conhecemos e colocamos em prática o que a Igreja nos ensina. Convidamos para nos ajudar nesta caminhada, Irmão Rafael Pedro Susrina, Pobre Servo. Vamos fazer este caminho juntos. 

Irmão Rafael Pedro Susrina
Pobre Servo da Divina Providência

Iniciar um diálogo sobre Liturgia, no Brasil e na Congregação, é buscar falar sobre um assunto tabu. Mesmo, assim, sabendo desta complexidade sentida nas rodas de conversa, buscar-se-á construir um caminho inicial de reflexão sobre o que de fato é Liturgia, e não aquilo que “eu” penso que seja Liturgia; ou muito menos ficar preso a um estudo visto na faculdade, ou em alguns cursos. Já que por ocasião do tempo em que cada pessoa estudou sobre Liturgia, pode ter acontecido, que a mesma, tenha sido apresentada com outras perspectivas, sem o uso dos Documentos da Igreja e as orientações dos Santos Padres, dentro de uma noção “progressista” e não conduzida pela ação do Espírito Santo. Pois, assim, como disse Dom Armando Bucciol, ex-presidente da Comissão Episcopal Pastoral de Liturgia da CNBB, na 56ª Assembleia Geral: “Ninguém na Igreja é dono da liturgia. Eu não sou dono, sou servidor. Também o Papa é servidor da Igreja, o primeiro. E, portanto, eu não posso manipular a liturgia ao meu bel prazer... segundo o que eu chamo de ‘criatividade selvagem e fantasia’”. Somos convidados a abrir nossa mente e coração, para que seja Deus a agir e mostrar o caminho da Liturgia.

O que é Liturgia? 

Liturgia significa “serviço da parte do povo e em favor do povo” (Catecismo da Igreja Católica, n. 1069). Liturgia é serviço, atividade, missão; realizada pelo povo, pela comunidade. Não é uma ação isolada, ou mesmo individualista de um grupo específico, mas uma ação do Povo de Deus, da unidade da Igreja; e em benefício do povo, pois a obra de redenção se faz presente nessa ação.

Para que Liturgia?

“Esta obra da redenção humana e da perfeita glorificação de Deus, da qual foram prelúdio as maravilhas divinas operadas no povo do Antigo Testamento, completou-a Cristo Senhor, principalmente pelo mistério pascal de sua bem-aventurada paixão, ressurreição dos mortos e gloriosa ascensão. Por este mistério, Cristo ‘morrendo, destruiu nossa morte, e ressuscitado, recuperou nossa vida’. Pois do lado de Cristo adormecido na cruz nasceu o admirável sacramento de toda a Igreja.” (Sacrosanctum Concilium, n. 5). Razão esta pela qual, na Liturgia, a Igreja celebra a obra da redenção, realizada por Cristo. “Com efeito, a liturgia, pela qual, principalmente no divino sacrifício da Eucaristia, ‘se exerce a obra de nossa redenção’, contribui do modo mais excelente para que os fiéis, em sua vida, exprimam e manifestem aos outros o mistério de Cristo e a genuína natureza da verdadeira Igreja.” (SC, n. 2)

Falar de Liturgia, celebrar a Santa Missa não pode fazer-nos esquecer o verdadeiro sentido de estarmos vivendo-a. No momento em que perco o significado da Liturgia, sua origem, o por que a celebramos e a forma que a fazemos, abre-se um campo vasto de possibilidades para não se viver mais o mistério da salvação; de realizar, fazer “coisas” que desvirtuam, banalizam e até negam o sacrifício de Cristo.

Quem é o sujeito da Liturgia?

Liturgia, serviço da parte do povo, não tem no povo o seu sujeito, mas em Deus. Papa emérito Bento XVI diz que a Liturgia “é o ato no qual cremos que Deus entra na nossa realidade e nós o podemos encontrar e tocar. É o ato no qual entramos em contato com Deus: Ele vem a nós, e nós somos iluminados por Ele. Por isso, quando nas reflexões sobre a liturgia focalizamos apenas o modo como a tornar atraente, interessante e bonita, corremos o risco de esquecer o essencial: a liturgia celebra-se para Deus, e não para nós mesmos; é obra sua; Ele é o sujeito; e nós devemos abrir-nos a Ele e deixar-nos guiar por Ele e pelo seu Corpo, que é a Igreja.¹ 

Papa Francisco, afirma que deve-se “reconhecer a realidade da sagrada liturgia, tesouro vivo que não pode ser reduzido a gostos, receitas nem correntes, mas deve ser ouvido com docilidade e promovido com amor, porque é alimento insubstituível para o crescimento orgânico do Povo de Deus. A liturgia não é ‘autoajuda’ mas epifania da comunhão eclesial. Por conseguinte, nas orações e nos gestos ressoa o “nós” e não o “eu”; a comunidade real, não o sujeito ideal. Quando se desejam nostalgicamente tendências passadas ou se querem impor outras novas, corre-se o risco de antepor a parte ao todo, o eu ao Povo de Deus, o abstrato ao concreto, a ideologia à comunhão e, no fundo, o mundano ao espiritual.”²

A Liturgia, mesmo sendo este serviço realizado pelo povo, não pode deixar-se confundir e esquecer quem é o sujeito desta ação; quem deve estar em destaque, a conduzir o culto, a oração. Não sermos nós, aqueles que aparecem, mandam e desmandam, segundo o nosso bel prazer. Devemos recordar a origem, ou seja, que a Liturgia é obra de Deus e nós meros instrumentos “da multiforme graça de Deus” (1 Pd 4,10). Tendo em mente e coração este sentimento, não sobraria espaço para que acontecesse desvios litúrgicos, liturgias selvagens e o exercício de criatividades egoístas. Onde “tantas pessoas, tantas comunidades, afadigam-se tentando recriar continuamente as celebrações litúrgicas ao gosto dos fiéis e mesmo daqueles que não têm participação na vida eclesial e ‘visitam a liturgia’ só ocasionalmente”³.

Quem celebra a Liturgia?

O Catecismo apresenta que a Liturgia é ‘ação’ do ‘Cristo todo’. Na qual, os celebrantes da Liturgia celeste, narrada no livro do Apocalipse de São João, são: o Senhor Deus; o Cordeiro: Cristo crucificado e ressuscitado; o rio da água viva: o Espírito Santo. Os “recapitulados” em Cristo: as potências celestes, a criação inteira, os servidores da antiga e nova aliança, o novo povo de Deus, os mártires, a Santa Mãe de Deus e, por fim, uma multidão imensa. Os celebrantes da Liturgia sacramental são: toda a comunidade dos batizados, ou seja, os membros da Igreja. (cf. CIC, n. 1136-1141). Percebe-se, assim, que a celebração da Liturgia une os fiéis que estão no céu com os da terra, mais uma vez, demonstrando que não é a individualidade que conduz, não é o “Eu” que determina, mas a Comunhão, fruto da presença de Deus em nós. Recordando que “as ações litúrgicas não são ações privadas, mas celebrações da Igreja, que é ‘sacramento de unidade’, isto é, Povo santo reunido e ordenado sob a direção dos Bispos. Por isso, tais ações pertencem a todo o Corpo da Igreja, manifestam-no, atingindo, porém, cada um dos membros de modo diverso, segundo a variedade de estados, funções e participação atual.” (SC, n. 26).

Na Liturgia da Igreja, Cristo significa e realiza principalmente seu mistério pascal (cf. CIC, n. 1085); confia aos Apóstolos, por doação do Espírito Santo, o poder de santificação, tornando-os sinais sacramentais de Cristo, passados para seus sucessores (cf. CIC, n. 1087). “Cristo está sempre presente em sua Igreja, sobretudo nas ações litúrgicas.” (SC, n. 7)

Resumindo, podemos dizer que:

Liturgia é fonte de oração; por meio da participação da oração de Cristo, direcionada ao Pai no Espírito Santo. 

Liturgia é fonte de vida; a Eucaristia é “fonte de toda a vida cristã” (Lumen Gentium, n. 11).

Liturgia é fonte donde emana toda a força da Igreja (cf. SC, n. 10). Momento privilegiado para a catequese do povo de Deus.

Viver a Liturgia é poder reconhecer que “somos simples servos, fizemos apenas o que devíamos fazer” (Lc 17,10). A partir do que foi exposto, o que entendemos de Liturgia?

São João Calábria referir-se-á, na Solenidade de Páscoa, sobre a grande importância da Liturgia: “A isso nos convida a Igreja com as comoventes expressões da sagrada liturgia, exortando-nos a depor o homem velho e a revestir-nos do homem novo. ‘Se realmente ressuscitastes com Cristo, procurem as coisas do alto, nada mais desejando a não ser as coisas do céu: ‘quae sursum sunt, quaerite, quae sursum sunt sapite.’”4

ORIGINAL DA PUBLICAÇÃO: SUSRINA, Rafael Pedro. Liturgia: introdução. Revista A Ponte Jan/Fev/Mar 2020. P. 35-37.

REFERÊNCIAS:
¹ BENTO XVI, Papa. Audiência Geral, 3 out. de 2012. Disponível em: http:// www.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2012/documents/hf_ben-xvi_aud_20121003.html. Acesso em: 03 dez. 2019.
 
² FRANCISCO, Papa. Discurso aos participantes na Assembleia da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, 14 de fev. de 2019. Disponível em: http:// http://www.vatican.va/content/francesco/pt/speeches/2019/february/documents/papa-francesco_20190214_cong-culto-divino.html. Acesso em: 06 dez. 2019.

³ ASSUNÇÃO, Rudi Albino de. O sacrifício da palavra: a liturgia da Missa segundo Bento XVI. Campinas: CEDET, 2016. p. 46.

4 CALÁBRIA, Pe. João. Carta aos Religiosos: Carta LVI – Sábado Santo, 25 de mar. de 1948.


9 de julho de 2020

Novena a Santa Faustina Kowalska - 9º DIA

Santa Faustina Kowalska e Jesus Misericordioso

9º DIA

O Vaso da confiança

As graças da Minha misericórdia colhem-se com um único vaso, que é a confiança. Quanto mais a alma confiar, tanto mais receberá. Grande consolo Me dão as almas de ilimitada confiança, porque, em almas assim derramo todos os tesouros das Minhas graças (D. 1578). Ó Senhor, meu amor, agradeço-Vos pelo dia de hoje, por me terdes permitido haurir tesouros de graças da fonte da Vossa insondável misericórdia. Ó Jesus, não apenas no dia de hoje, mas em cada instante colho da Vossa insondável misericórdia tudo o que a alma e o corpo possam desejar (D. 1178). Santa Faustina, ajudai-me a obter um largo vaso de confiança, a fim de que eu possa atrair com ele graças não apenas para mim mesmo, mas também para a Igreja, para a minha pátria, para o mundo inteiro, e especialmente para as almas que duvidam da misericórdia de Deus.

Oração de agradecimento

“Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inúmeras graças e benefícios. Que cada batida do meu coração seja um novo hino de ação de graças para Convosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de adoração à Vossa Misericórdia. Amo-Vos, Deus, por Vós mesmo.” (Diário, 1794).

Ladainha de Santa Faustina

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos. Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos. Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do Mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, testemunha viva da misericórdia do Pai celeste – rogai por nós.

Santa Faustina, humilde serva de Jesus, Misericórdia Encarnada – rogai por nós.

Santa Faustina, instrumento obediente do Espírito Consolador – rogai por nós.

Santa Faustina, filha confiante da Mãe da Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, confidente da mensagem da misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, secretária fiel das palavras de Jesus Misericordioso – rogai por nós.

Santa Faustina, grande Apóstola da Divina Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dispensadora do Deus rico em Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dom para todo o mundo – rogai por nós.

Santa Faustina, conhecedora da bondade de Deus por cada criatura – rogai por nós.

Santa Faustina, adoradora de Deus no mistério da Encarnação – rogai por nós.

Santa Faustina, participante da Paixão e Ressurreição do Senhor – rogai por nós.

Santa Faustina, guia sobre a estrada da Cruz de Jesus – rogai por nós.

Santa Faustina, que encontraste Jesus nos sacramentos – rogai por nós.

Santa Faustina, unida ao Esposo Divino na própria alma – rogai por nós.

Santa Faustina, iluminada pela Misericórdia de Deus na vida de Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, amante da Igreja, Corpo Místico de Cristo – rogai por nós.

Santa Faustina, forte por uma verdadeira fé – rogai por nós.

Santa Faustina, constante na esperança inabalável – rogai por nós.

Santa Faustina, ardente de amor – rogai por nós.

Santa Faustina, bela por uma autêntica humildade – rogai por nós.

Santa Faustina, simples na confiança filial – rogai por nós.

Santa Faustina, exemplo de cumprimento da vontade de Deus – rogai por nós.

Santa Faustina, modelo de serviço e sacrifício – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora afetuosa dos sacerdotes e dos religiosos – rogai por nós.

Santa Faustina, defensora das crianças e dos jovens contra o mal – rogai por nós.

Santa Faustina, refúgio dos desviados e desesperados – rogai por nós.

Santa Faustina, consolo para os doentes e sofredores – rogai por nós.

Santa Faustina, vítima sacrifical pelos pecadores – rogai por nós.

Santa Faustina, promotora da confiança nos corações dos agonizantes – rogai por nós.

Santa Faustina, preocupada com a salvação da humanidade – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora das almas do purgatório – rogai por nós.

Santa Faustina, que implora a misericórdia divina por todo o mundo – rogai por nós.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Faustina. Para que com a vida e com as palavras proclamemos ao mundo a mensagem da Misericórdia.

Oremos: Deus Misericordioso, acolhei os nossos agradecimentos pelo dom da vida e da missão de Santa Faustina, e ajudai-nos, com a sua intercessão, a crescer na atitude de confiança para Convosco e de misericórdia para com o próximo. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração pedindo graças por intercessão de Santa Faustina

Ó Jesus, que fizeste de Santa Faustina uma grande devota da Vossa ilimitada misericórdia, dignai-Vos, pela sua intercessão, se for do agrado da Vossa santíssima vontade, conceder-me a graça (…petição silenciosa) que Vos peço.

Eu, pecador, não sou digno da Vossa misericórdia. Peço-Vos, pois, pelo espírito de sacrifício e dedicação da Santa Faustina, e por sua intercessão, atendei os pedidos que, com confiança, Vos apresento.

Pai-Nosso… Ave-Maria… Glória ao Pai…

“E tu, Faustina, dom de Deus ao nosso tempo, dádiva da terra da Polônia à Igreja inteira, obtém-nos a graça de perceber a profundidade da misericórdia divina, ajuda-nos a torná-la experiência viva e a testemunhá-la aos irmãos! A tua mensagem de luz e de esperança se difunda no mundo inteiro, leve à conversão os pecadores, amenize as rivalidades e os ódios, abra os homens e as nações à prática da fraternidade. Hoje, ao fixarmos contigo o olhar no rosto de Cristo ressuscitado, fazemos nossa a tua súplica de confiante abandono e dizemos com firme esperança: Jesus, eu confio em Vós!” (São João Paulo II. Homilia. 30.04.2000)

Santa Faustina Kowalska

Retornar a Novena

Para Novena a Divina Misericórdia, clique aqui. 

Para outras orações, clique aqui. 

Fonte: Misericórdia

8 de julho de 2020

Novena a Santa Faustina Kowalska - 8º DIA

Santa Faustina Kowalska e Jesus Misericordioso

8º DIA

Vontade de Deus

Minha filha, tu Me dás a maior glória pela paciente submissão à Minha vontade, e para ti acumulas tão grandes méritos que não o conseguirias nem com jejuns, nem com nenhuma espécie de mortificações. Deves saber, Minha filha, que, se submetes a tua vontade à Minha, atraís sobre ti a Minha especial predileção. Este sacrifício Me é agradável e cheio de doçura. Nele Me deleito, ele tem poder (D. 904). O Senhor concedeu-me a luz de um conhecimento mais profundo da Sua vontade e, ao mesmo tempo, de uma total submissão a essa santa vontade de Deus. Essa luz me confirmou numa profunda paz, dando-me a compreensão de que nada devo temer, a não ser o pecado. Tudo o que Deus me enviar, o aceito com total submissão à Sua santa vontade. Onde quer que me coloque, procurarei cumprir fielmente a Sua santa vontade e fazer tudo aquilo que agrada a Ele, na medida em que estiver ao meu alcance, ainda que essa vontade de Deus seja para mim tão árdua e penosa (D. 1394). Submetendo-me inteiramente à Sua santa vontade, que é a própria Misericórdia (D. 1552). Santa Faustina, obtende para mim a graça de cumprir a vontade de Deus fielmente, sempre e em toda parte, de modo que, eu possa expressar minha confiança no Senhor Deus.

Oração de agradecimento

“Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inúmeras graças e benefícios. Que cada batida do meu coração seja um novo hino de ação de graças para Convosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de adoração à Vossa Misericórdia. Amo-Vos, Deus, por Vós mesmo.” (Diário, 1794).

Ladainha de Santa Faustina

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos. Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos. Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do Mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, testemunha viva da misericórdia do Pai celeste – rogai por nós.

Santa Faustina, humilde serva de Jesus, Misericórdia Encarnada – rogai por nós.

Santa Faustina, instrumento obediente do Espírito Consolador – rogai por nós.

Santa Faustina, filha confiante da Mãe da Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, confidente da mensagem da misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, secretária fiel das palavras de Jesus Misericordioso – rogai por nós.

Santa Faustina, grande Apóstola da Divina Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dispensadora do Deus rico em Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dom para todo o mundo – rogai por nós.

Santa Faustina, conhecedora da bondade de Deus por cada criatura – rogai por nós.

Santa Faustina, adoradora de Deus no mistério da Encarnação – rogai por nós.

Santa Faustina, participante da Paixão e Ressurreição do Senhor – rogai por nós.

Santa Faustina, guia sobre a estrada da Cruz de Jesus – rogai por nós.

Santa Faustina, que encontraste Jesus nos sacramentos – rogai por nós.

Santa Faustina, unida ao Esposo Divino na própria alma – rogai por nós.

Santa Faustina, iluminada pela Misericórdia de Deus na vida de Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, amante da Igreja, Corpo Místico de Cristo – rogai por nós.

Santa Faustina, forte por uma verdadeira fé – rogai por nós.

Santa Faustina, constante na esperança inabalável – rogai por nós.

Santa Faustina, ardente de amor – rogai por nós.

Santa Faustina, bela por uma autêntica humildade – rogai por nós.

Santa Faustina, simples na confiança filial – rogai por nós.

Santa Faustina, exemplo de cumprimento da vontade de Deus – rogai por nós.

Santa Faustina, modelo de serviço e sacrifício – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora afetuosa dos sacerdotes e dos religiosos – rogai por nós.

Santa Faustina, defensora das crianças e dos jovens contra o mal – rogai por nós.

Santa Faustina, refúgio dos desviados e desesperados – rogai por nós.

Santa Faustina, consolo para os doentes e sofredores – rogai por nós.

Santa Faustina, vítima sacrifical pelos pecadores – rogai por nós.

Santa Faustina, promotora da confiança nos corações dos agonizantes – rogai por nós.

Santa Faustina, preocupada com a salvação da humanidade – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora das almas do purgatório – rogai por nós.

Santa Faustina, que implora a misericórdia divina por todo o mundo – rogai por nós.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Faustina. Para que com a vida e com as palavras proclamemos ao mundo a mensagem da Misericórdia.

Oremos: Deus Misericordioso, acolhei os nossos agradecimentos pelo dom da vida e da missão de Santa Faustina, e ajudai-nos, com a sua intercessão, a crescer na atitude de confiança para Convosco e de misericórdia para com o próximo. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração pedindo graças por intercessão de Santa Faustina

Ó Jesus, que fizeste de Santa Faustina uma grande devota da Vossa ilimitada misericórdia, dignai-Vos, pela sua intercessão, se for do agrado da Vossa santíssima vontade, conceder-me a graça (…petição silenciosa) que Vos peço.

Eu, pecador, não sou digno da Vossa misericórdia. Peço-Vos, pois, pelo espírito de sacrifício e dedicação da Santa Faustina, e por sua intercessão, atendei os pedidos que, com confiança, Vos apresento.

Pai-Nosso… Ave-Maria… Glória ao Pai…

“E tu, Faustina, dom de Deus ao nosso tempo, dádiva da terra da Polônia à Igreja inteira, obtém-nos a graça de perceber a profundidade da misericórdia divina, ajuda-nos a torná-la experiência viva e a testemunhá-la aos irmãos! A tua mensagem de luz e de esperança se difunda no mundo inteiro, leve à conversão os pecadores, amenize as rivalidades e os ódios, abra os homens e as nações à prática da fraternidade. Hoje, ao fixarmos contigo o olhar no rosto de Cristo ressuscitado, fazemos nossa a tua súplica de confiante abandono e dizemos com firme esperança: Jesus, eu confio em Vós!” (São João Paulo II. Homilia. 30.04.2000)

Santa Faustina Kowalska

Retornar a Novena

Para Novena a Divina Misericórdia, clique aqui. 

Para outras orações, clique aqui. 

Fonte: Misericórdia

7 de julho de 2020

Novena a Santa Faustina Kowalska - 7º DIA

Santa Faustina Kowalska e Jesus Misericordioso

7º DIA

Contrição

Sou três vezes Santo e abomino o menor pecado. Não posso amar uma alma manchada pelo pecado, mas, quando se arrepende, não há limites para a Minha generosidade com ela. A Minha misericórdia a envolve e justifica. Com a Minha misericórdia persigo os pecadores em todos os seus caminhos, e o Meu Coração se alegra quando eles voltam a Mim (D. 1728). O que mais me faz sofrer é quando me encontro com a falsidade. Agora Vos compreendo, Salvador meu, por terdes repreendido tão severamente os fariseus pela hipocrisia. Procedestes mais bondosamente com pecadores empedernidos, quando recorriam a Vós com contrição (D. 1579). Santa Faustina, obtende para mim a graça da sincera contrição de todos os pecados, e mesmo da menor infidelidade, uma vez que isto foi a causa da terrível paixão de Jesus. Possa a contrição do meu coração alcançar-me o perdão da minha culpa e fortalecer a minha confiança na misericórdia de Deus.

Oração de agradecimento

“Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inúmeras graças e benefícios. Que cada batida do meu coração seja um novo hino de ação de graças para Convosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de adoração à Vossa Misericórdia. Amo-Vos, Deus, por Vós mesmo.” (Diário, 1794).

Ladainha de Santa Faustina

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos. Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos. Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do Mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, testemunha viva da misericórdia do Pai celeste – rogai por nós.

Santa Faustina, humilde serva de Jesus, Misericórdia Encarnada – rogai por nós.

Santa Faustina, instrumento obediente do Espírito Consolador – rogai por nós.

Santa Faustina, filha confiante da Mãe da Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, confidente da mensagem da misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, secretária fiel das palavras de Jesus Misericordioso – rogai por nós.

Santa Faustina, grande Apóstola da Divina Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dispensadora do Deus rico em Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dom para todo o mundo – rogai por nós.

Santa Faustina, conhecedora da bondade de Deus por cada criatura – rogai por nós.

Santa Faustina, adoradora de Deus no mistério da Encarnação – rogai por nós.

Santa Faustina, participante da Paixão e Ressurreição do Senhor – rogai por nós.

Santa Faustina, guia sobre a estrada da Cruz de Jesus – rogai por nós.

Santa Faustina, que encontraste Jesus nos sacramentos – rogai por nós.

Santa Faustina, unida ao Esposo Divino na própria alma – rogai por nós.

Santa Faustina, iluminada pela Misericórdia de Deus na vida de Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, amante da Igreja, Corpo Místico de Cristo – rogai por nós.

Santa Faustina, forte por uma verdadeira fé – rogai por nós.

Santa Faustina, constante na esperança inabalável – rogai por nós.

Santa Faustina, ardente de amor – rogai por nós.

Santa Faustina, bela por uma autêntica humildade – rogai por nós.

Santa Faustina, simples na confiança filial – rogai por nós.

Santa Faustina, exemplo de cumprimento da vontade de Deus – rogai por nós.

Santa Faustina, modelo de serviço e sacrifício – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora afetuosa dos sacerdotes e dos religiosos – rogai por nós.

Santa Faustina, defensora das crianças e dos jovens contra o mal – rogai por nós.

Santa Faustina, refúgio dos desviados e desesperados – rogai por nós.

Santa Faustina, consolo para os doentes e sofredores – rogai por nós.

Santa Faustina, vítima sacrifical pelos pecadores – rogai por nós.

Santa Faustina, promotora da confiança nos corações dos agonizantes – rogai por nós.

Santa Faustina, preocupada com a salvação da humanidade – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora das almas do purgatório – rogai por nós.

Santa Faustina, que implora a misericórdia divina por todo o mundo – rogai por nós.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Faustina. Para que com a vida e com as palavras proclamemos ao mundo a mensagem da Misericórdia.

Oremos: Deus Misericordioso, acolhei os nossos agradecimentos pelo dom da vida e da missão de Santa Faustina, e ajudai-nos, com a sua intercessão, a crescer na atitude de confiança para Convosco e de misericórdia para com o próximo. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração pedindo graças por intercessão de Santa Faustina

Ó Jesus, que fizeste de Santa Faustina uma grande devota da Vossa ilimitada misericórdia, dignai-Vos, pela sua intercessão, se for do agrado da Vossa santíssima vontade, conceder-me a graça (…petição silenciosa) que Vos peço.

Eu, pecador, não sou digno da Vossa misericórdia. Peço-Vos, pois, pelo espírito de sacrifício e dedicação da Santa Faustina, e por sua intercessão, atendei os pedidos que, com confiança, Vos apresento.

Pai-Nosso… Ave-Maria… Glória ao Pai…

“E tu, Faustina, dom de Deus ao nosso tempo, dádiva da terra da Polônia à Igreja inteira, obtém-nos a graça de perceber a profundidade da misericórdia divina, ajuda-nos a torná-la experiência viva e a testemunhá-la aos irmãos! A tua mensagem de luz e de esperança se difunda no mundo inteiro, leve à conversão os pecadores, amenize as rivalidades e os ódios, abra os homens e as nações à prática da fraternidade. Hoje, ao fixarmos contigo o olhar no rosto de Cristo ressuscitado, fazemos nossa a tua súplica de confiante abandono e dizemos com firme esperança: Jesus, eu confio em Vós!” (São João Paulo II. Homilia. 30.04.2000).

Santa Faustina Kowalska

Retornar a Novena

Para Novena a Divina Misericórdia, clique aqui. 

Para outras orações, clique aqui. 

Fonte: Misericórdia

6 de julho de 2020

Santa Maria Goretti

Santa Maria Goretti
Canonizada por Pio XII em 1950, Santa Maria Goretti, testemunhou, aos 12 anos, com a própria vida o amor a Jesus Cristo. Conheça esta linda história.

Santa Maria Goretti nasceu na cidade de Corinaldo, Itália, no ano de 1890. Era filha de Luigi Goretti e de Assunta Carlini. Sua família era muito pobre, porém, temente a Deus. Os pais ensinavam a fé cristã para os filhos. Maria Goretti teve 5 irmãos: Tereza, Ersília, Angelo, Sandrino e Marciano.

Vida de Santa Maria Goretti

Por causa de situações da época, a família de Maria Goretti ficou mais pobres ainda e perdeu a fazenda onde moravam. Por isso tiveram que mudar para uma casa compartilhada com uma outra família chamada Serenelli. O pai de Santa Maria Goretti foi trabalhar para outros fazendeiros e acaba  morrendo de malária quando Maria Goretti tinha 9 anos de idade.

Morando na casa compartilhada, a beleza de Maria Goretti, com apenas onze anos, despertou paixões desequilibradas em Alessandro Serenelli, um jovem de 20 anos. Alessandro assediava Maria Goretti, mas a menina não cedia aos desejos do jovem.

Foi então, que, no dia 5 de julho de 1902, quando Maria Goretti estava costurando e vigiando sua irmã menor, Alessando entrou e a ameaçou de estupro. Ela se defendeu e começou a rezar, dizendo que era pecado e que ele iria para o inferno. Não conseguindo o que queria, ele lutou com Goretti.

Ela continuava rezando e lutando para se proteger. Vendo que nada conseguiria Alessandro lhe deu 11 facadas. Goretti gritou e tentou fugir. Então, ele acertou mais três facadas na pobre menina e fugiu. O pai de Alessandro chegou e levou Maria Goretti para o hospital. Ela foi operada sem anestesia,  mas os médicos nada puderam fazer porque os ferimentos eram muito grandes.

Antes de morrer, para admiração de todos, Santa Maria Goretti perdoou seu agressor, dizendo que queria encontrar com ele no céu. Disse que ele tentou estuprá-la várias vezes, mas que ela se defendeu sempre. Para a comoção de todos, Maria Goretti faleceu no outro dia, olhando para uma pintura da Virgem Maria.

Milagre de Santa Maria Goretti

Seu assassino foi preso logo depois, julgado e condenado a 30 anos de prisão. Três anos mais tarde ele recebeu a visita do Bispo local e se arrependeu, dizendo que teve um sonho com Santa Maria Goretti, no qual ela lhe entregava flores e estas pegaram fogo assim que ele as segurou. Depois escreveu para o bispo agradecendo a visita e pedindo que ele o incluísse em suas orações.

Quando terminou de cumprir sua pena, Alessandro Serenelli foi à casa da mãe de Santa Maria Goretti, implorar seu perdão. A mãe da Santa disse: Se minha filha, em seu leito de morte te perdoou, eu também te dou meu perdão. Depois disso, os dois foram participar juntos da Santa Missa.

Profundamente arrependido, tocado por Deus e pelo perdão de Maria Goretti e de sua mãe, Alessandro entrou para o Mosteiro da ordem menor dos frades Capuchinos. Lá, ele trabalhou como porteiro e jardineiro. Dizia que Santa Maria Goretti, era sua pequena Santa. Alessando viveu ali até o fim de sua vida, em 1970 e teve a graça de participar da Canonização de Santa Maria Goretti. Certamente, Alessandro se encontrou com a Santa Maria Goretti no céu!

Devoção a Santa Maria Goretti

O Papa Pio Xll celebrou a Beatificação de Maria Goretti, no dia 27 de abril de 1947. E em 24 de junho de 1950, celebrou a Canonização da Santa. Foi uma das mais jovens santas da Igreja católica. Sua mãe e 4 irmãos estavam presentes na cerimônia, inclusive seu assassino arrependido, Alessandro Serenelli.

Mais de 500 mil pessoas assistiram a celebração na praça se São Pedro, em Roma. Foi um momento inesquecível para a história da Igreja, onde todos puderam ver como a misericórdia de Deus pode transformar tudo, inclusive situações quase sem esperança como o assassinato de uma menina de onze anos.

Festa a Santa Maria Goretti

A festa de Santa Maria Goretti é celebrada no dia 6 de julho. Ela é tida como a Santa da Castidade, da juventude, da pobreza, das vítimas de estupro, da pureza de coração e do perdão. Ela é representada carregando lírios, sinal de pureza, e com vestes brancas, sinal de sua virgindade.

Oração  a Santa Maria Goretti

Óh Santa Maria Goretti, que, reforçada pela graça de Deus, não hesitou, mesmo com a idade de 11 anos, em derramar teu sangue em sacrifício da própria vida para defender tua pureza virginal, olhai graciosamente para a infeliz raça humana, que se desvia muito longe do caminho da eterna salvação.

Ensinai-nos a todos, e especialmente à juventude, com coragem e presteza, que devíamos fugir, por amor a Jesus, de tudo o que possa ofender ou manchar as nossas almas com o pecado.

Obtenha para nós a partir de Nosso Senhor, vitória na tentação, conforto nas tristezas da vida, e a graça que fervorosamente imploro-te, (fazer seu pedido), e possamos desfrutar um dia da imperecível glória do Céu. Amém.

Homilia pronunciada na canonização de Santa Maria Goretti por Pio XII, papa

(AAS 42[1950],581-582) (Séc. XX)

Não temerei mal algum, porque tu estás comigo

Todos conhecem o terrível combate que esta virgem indefesa teve de travar. Contra ela, levantou-se subitamente uma tremenda e cega tempestade que tentou manchar e violar sua candura angélica. Mas, ao ver-se em meio a tão grave situação, ela poderia ter repetido ao divino Redentor as palavras daquele livrinho de ouro, A Imitação de Cristo: “Ainda que eu seja tentada e provada por muitas tribulações, não temerei mal algum; contanto que a vossa graça esteja comigo. Ela é minha força; ela me aconselha e ajuda. É mais poderosa do que todos os inimigos”. Por isso, protegida pela graça celeste, à qual correspondeu com uma vontade forte e generosa, entregou a sua vida, mas não perdeu a glória da virgindade.

Na vida desta humilde mocinha, que esboçamos com leves traços, pode-se ver um espetáculo não apenas digno do céu, mas digno também de ser admirado e respeitado pelas pessoas do nosso tempo. Aprendam os pais e mães de família como é necessário educar com retidão, santidade e firmeza os filhos que Deus lhes deu, e formá-los na obediência aos preceitos da religião católica; de tal modo que, se sua virtude for submetida a dura prova, possam superá-la, saindo dela vencedores, sem feridas e sem manchas, íntegros e incontaminados, com a ajuda da graça divina.

Aprenda a alegre infância, aprenda a ardorosa juventude a não cair tristemente nos volúveis e vazios prazeres da paixão, a não ceder perante as seduções do vício; mas, pelo contrário, a lutar com entusiasmo, mesmo em situações difíceis e espinhosas, para alcançar aquela perfeição cristã de bons costumes. Todos nós podemos atingir de certo modo tal perfeição, com a força de vontade, ajudada pela graça divina, por meio do esforço, do trabalho e da oração.

De fato, nem todos somos chamados a sofrer o martírio; mas todos somos chamados a praticar as virtudes cristãs. A virtude, porém, requer energia; mesmo sem atingir as alturas da fortaleza desta angélica menina, nem por isso obriga menos a um cuidado contínuo e muito atento, que deve ser sempre mantido por nós até o fim da vida. Por isso, semelhante esforço bem pode ser considerado um martírio lento e constante. A isto nos convidam as palavras de Jesus Cristo: O reino dos céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam (Mt 11,12).

Esforcemo-nos todos por alcançar este objetivo, confiados na graça do céu. Sirva-nos de estímulo a santa virgem e mártir Maria Goretti. Que ela, da mansão celeste, onde goza da felicidade eterna, interceda por nós junto ao divino Redentor, a fim de que todos, nas condições de vida que são as nossas, sigamos os seus gloriosos passos com generosidade, vontade firme e obras de virtude.

Oração

Ó Deus, fonte de inocência e pureza, que ornastes Maria Goretti, ainda adolescente, com a graça do martírio e a coroastes no combate pela virgindade, dai-nos, por sua intercessão, guardar sempre os vossos mandamentos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Liturgia das Horas

Novena a Santa Faustina Kowalska - 6º DIA

Santa Faustina Kowalska e Jesus Misericordioso

6º DIA

Humildade

Não são grandes prédios e magníficas instalações que Me dão satisfação, mas um coração puro e humilde (D. 532). As torrentes da Minha graça inundam as almas humildes. Os orgulhosos sempre estão na pobreza e miséria, porquanto a Minha graça afasta-se deles para as almas humildes (D. 1602).  Oh! como é bela a alma humilde. Deus nada nega a uma tal alma. Uma alma assim é onipotente, ela influi no destino do mundo inteiro. Deus exalta semelhante alma até o Seu trono e, quanto mais ela se rebaixa, tanto mais Deus se inclina para ela, persegue-a com Suas graças e a acompanha em todos os momentos com o Seu poder. Uma tal alma está unida com Deus da maneira mais profunda (D. 1306). Santa Faustina, obtende para mim a graça da verdadeira humildade, para que eu possa aceitar a verdade sobre Deus, sobre o mundo e sobre mim mesmo. Que isso possa me tornar mais confiante, como uma criança em relação ao seu Pai celeste, e me fazer reconhecer minha dependência Dele como Criador, Salvador e santificador.

Oração de agradecimento

“Ó Jesus, Deus eterno, agradeço-Vos pelas inúmeras graças e benefícios. Que cada batida do meu coração seja um novo hino de ação de graças para Convosco, ó Deus. Que cada gota do meu sangue circule por Vós, Senhor. A minha alma seja um só hino de adoração à Vossa Misericórdia. Amo-Vos, Deus, por Vós mesmo.” (Diário, 1794).

Ladainha de Santa Faustina

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos. Jesus Cristo, ouvi-nos.

Jesus Cristo, atendei-nos. Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do Mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, testemunha viva da misericórdia do Pai celeste – rogai por nós.

Santa Faustina, humilde serva de Jesus, Misericórdia Encarnada – rogai por nós.

Santa Faustina, instrumento obediente do Espírito Consolador – rogai por nós.

Santa Faustina, filha confiante da Mãe da Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, confidente da mensagem da misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, secretária fiel das palavras de Jesus Misericordioso – rogai por nós.

Santa Faustina, grande Apóstola da Divina Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dispensadora do Deus rico em Misericórdia – rogai por nós.

Santa Faustina, dom para todo o mundo – rogai por nós.

Santa Faustina, conhecedora da bondade de Deus por cada criatura – rogai por nós.

Santa Faustina, adoradora de Deus no mistério da Encarnação – rogai por nós.

Santa Faustina, participante da Paixão e Ressurreição do Senhor – rogai por nós.

Santa Faustina, guia sobre a estrada da Cruz de Jesus – rogai por nós.

Santa Faustina, que encontraste Jesus nos sacramentos – rogai por nós.

Santa Faustina, unida ao Esposo Divino na própria alma – rogai por nós.

Santa Faustina, iluminada pela Misericórdia de Deus na vida de Maria – rogai por nós.

Santa Faustina, amante da Igreja, Corpo Místico de Cristo – rogai por nós.

Santa Faustina, forte por uma verdadeira fé – rogai por nós.

Santa Faustina, constante na esperança inabalável – rogai por nós.

Santa Faustina, ardente de amor – rogai por nós.

Santa Faustina, bela por uma autêntica humildade – rogai por nós.

Santa Faustina, simples na confiança filial – rogai por nós.

Santa Faustina, exemplo de cumprimento da vontade de Deus – rogai por nós.

Santa Faustina, modelo de serviço e sacrifício – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora afetuosa dos sacerdotes e dos religiosos – rogai por nós.

Santa Faustina, defensora das crianças e dos jovens contra o mal – rogai por nós.

Santa Faustina, refúgio dos desviados e desesperados – rogai por nós.

Santa Faustina, consolo para os doentes e sofredores – rogai por nós.

Santa Faustina, vítima sacrifical pelos pecadores – rogai por nós.

Santa Faustina, promotora da confiança nos corações dos agonizantes – rogai por nós.

Santa Faustina, preocupada com a salvação da humanidade – rogai por nós.

Santa Faustina, protetora das almas do purgatório – rogai por nós.

Santa Faustina, que implora a misericórdia divina por todo o mundo – rogai por nós.

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

V. Rogai por nós, Santa Faustina. Para que com a vida e com as palavras proclamemos ao mundo a mensagem da Misericórdia.

Oremos: Deus Misericordioso, acolhei os nossos agradecimentos pelo dom da vida e da missão de Santa Faustina, e ajudai-nos, com a sua intercessão, a crescer na atitude de confiança para Convosco e de misericórdia para com o próximo. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração pedindo graças por intercessão de Santa Faustina

Ó Jesus, que fizeste de Santa Faustina uma grande devota da Vossa ilimitada misericórdia, dignai-Vos, pela sua intercessão, se for do agrado da Vossa santíssima vontade, conceder-me a graça (…petição silenciosa) que Vos peço.

Eu, pecador, não sou digno da Vossa misericórdia. Peço-Vos, pois, pelo espírito de sacrifício e dedicação da Santa Faustina, e por sua intercessão, atendei os pedidos que, com confiança, Vos apresento.

Pai-Nosso… Ave-Maria… Glória ao Pai…

“E tu, Faustina, dom de Deus ao nosso tempo, dádiva da terra da Polônia à Igreja inteira, obtém-nos a graça de perceber a profundidade da misericórdia divina, ajuda-nos a torná-la experiência viva e a testemunhá-la aos irmãos! A tua mensagem de luz e de esperança se difunda no mundo inteiro, leve à conversão os pecadores, amenize as rivalidades e os ódios, abra os homens e as nações à prática da fraternidade. Hoje, ao fixarmos contigo o olhar no rosto de Cristo ressuscitado, fazemos nossa a tua súplica de confiante abandono e dizemos com firme esperança: Jesus, eu confio em Vós!” (São João Paulo II. Homilia. 30.04.2000)

Santa Faustina Kowalska

Retornar a Novena

Para Novena a Divina Misericórdia, clique aqui.

 Para outras orações, clique aqui. 

Fonte: Misericórdia